Empresa

Voltada à produção de um substituto da madeira extrativa, tecnicamente denominada madeira plastificada e comercialmente conhecida como madeira ecológica, a MADEPLAST faz parte de um grupo de empresas que se originou no ramo Florestal.

A experiência de décadas no ramo aguçou o desejo de um de seus acionistas de desenvolver um produto inovador, que substituísse a madeira convencional com alta durabilidade e ao mesmo tempo utilizasse como insumo os resíduos oriundos da madeira. Dessa forma surgiu a MADEPLAST, em 2008, com uma ideia incubada na Universidade Positivo em Curitiba.

Contribuíram significativamente para o desenvolvimento do compósito os seguintes Centros de Pesquisa: Laboratório de Processamento de Polímeros da Unicamp; Laboratório de Química do Centro Politécnico da Universidade Federal do Paraná (UFPR); Laboratório de Tecnologia de Polímeros da SOCIESC; SENAI-PR São José dos Pinhais; Escritório Verde da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR); Incubadora de Projetos, Empresas e Negócios da Universidade Positivo.

A fábrica, localizada no município de Mandirituba, Região Metropolitana de Curitiba, possui terreno com área total de 60mil m2 e infraestrutura moderna e sustentável, que dispõe de equipamentos de ciclo fechado que economizam até 99% de água e até 95% de energia elétrica na produção.

A MADEPLAST valoriza o Brasil, gerando renda para a economia do país e investindo em pesquisa e desenvolvimento de um produto com tecnologia brasileira e fabricado no Brasil.

Missão

Prover ao mercado produtos e insumos de madeira plastificada, utilizando sobras de madeira e resíduos de plástico, contribuindo para a diminuição do passivo ambiental.

 

Compromisso Socioambiental

Com base nas normas NBR ISO 14001 e OHSAS 18001, a MADEPLAST adotou como Política Ambiental e de Saúde e Segurança do Trabalho e compromete-se com:

1. Atendimento dos requisitos legais ambientais, de saúde e segurança no trabalho e demais requisitos subscritos pela organização;

2. A melhoria contínua do sistema de gestão ambiental, saúde e segurança no trabalho, avaliando e controlando as atividades, produtos e serviços bem como, estabelecendo e revisando seus objetivos e metas;

3. A utilização racional dos recursos naturais em seu processo produtivo;

4. A utilização de processos, práticas e equipamentos que minimizem e previnam doenças ocupacionais, danos pessoais, poluição e incidentes;

5. A promoção da conscientização e do envolvimento de seus colaboradores, para que atuem de forma responsável com relação às questões ambientais, de saúde e segurança no trabalho;